O CURRÍCULO COMO EIXO DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA DAS ESCOLAS - 024

 

Objectivos

1.   Compreender que a educação escolar se insere em contextos mais vastos que afectam.

2.   Estabelecer relações entre o sistema educativo, o currículo, a escola e processo de ensino-aprendizagem.

3.   Identificar as linhas orientadoras do novo regime de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário.

4.   Desenvolver competências no domínio da construção  de instrumentos de autonomia da escola.

5.   Caracterizar elementos fundamentais de um Projecto Curricular de Escola e operações relacionadas com a sua elaboração, no quadro do desenvolvimento do currículo nacional.

6.   Desenvolver novas práticas de gestão curricular, designadamente no âmbito do Projecto Curricular de Turma.

7.  Desenvolver uma atitude crítica sobre os diferentes processos e práticas de gestão do currículo.

Conteúdos

1.        Sistema Educativo, Escola e Currículo

1.1.     Sistema Educativo

1.1.1.           Natureza e funções do Sistema Educativo

1.1.2.           O Sistema Educativo como quadro de referência de planos  e programas curriculares

1.2.     Escola

1.2.1.           Modelos de organização escolar

1.2.2.           A escola no centro do processo educativo

 

1.3.     Currículo

1.3.1.           Caracterização e âmbito

1.3.2.           Currículo formal, currículo informal e currículo oculto

1.3.3.           Currículo e processo de ensino-aprendizagem

 

2.        Descentralização e mudança

 

2.1.     Descentralização em educação

2.2.     A descentralização do Ministério da Educação

2.3.     A questão da mudança

2.4.     Novas exigências para a profissão docente

 

3.        A “territorialização” da educação

 

3.1.     Por uma política educativa local – que sentido para a “territorialização”?

3.2.     Partilhar poderes

3.3.     Autonomia de escola

 

4.        O novo regime de autonomia, administração e gestão das escolas

 

4.1.     Principais linhas orientadoras

4.2.     Relação com as tendências recentes em administração escolar

4.3.     Os instrumentos de construção da autonomia

4.4.     A contratualização da autonomia

 

5.        Projecto Educativo de Escola e Projecto Curricular de Escola

 

5.1.     Enquadramento conceptual

5.2.     O Currículo – eixo do Projecto Educativo de Escola

5.2.1.           Plano Anual de Actividades

5.2.2.           Projecto Curricular de Turma

 

6.        O processo de revisão curricular

 

6.1.     A “Reforma Curricular”

6.2.     O processo de revisão curricular

6.2.1.           Gestão Flexível do Currículo no Ensino Básico

6.2.2.           Revisão Curricular no Ensino Secundário

 

7.        Levantamento de questões e análise de problemas

 

Avaliação

1.        A avaliação dos formandos terá em atenção dois vectores:

·         Domínio dos conteúdos programáticos;

·         Capacidade de preparação e elaboração de um trabalho prático.

 

2.        A expressão da avaliação será sintetizada numa informação “Com Aproveitamento / Sem Aproveitamento” relativamente ao desempenho de cada formando, incidindo nas seguintes modalidades:

·         Participação do formando.

·         Realização individual de um trabalho escrito (entre 5 a 10 páginas A4), o qual será apresentado e discutido em seminário com a presença dos formadores.

 

3.        Será atribuído um certificado de frequência e aproveitamento aos formandos que, cumulativamente, realizem o estabelecido nos pontos anteriores e frequentem, pelo menos, dois terços da carga horária total;